Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Startup paraibana se reinventa durante Pandemia
Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Startup paraibana se reinventa durante Pandemia

Notícias

Startup paraibana se reinventa durante Pandemia

Transformar a vida de diversos profissionais através da oferta de conhecimentos práticos da área de engenharia elétrica. Esse é o objetivo da World Elétrica Academy, startup paraibana atendida pelo Sebrae PB, que está aproveitando o período de crise para alavancar as suas capacitações online, demonstrando que, apesar das dificuldades e desafios desse momento, é possível buscar novas oportunidades no universo do empreendedorismo.

De acordo com o CEO da startup, Anderson Alexandre, o atual modelo de negócio da World Elétrica é resultado de uma reinvenção da proposta inicial, que ocorreu durante a sua participação no StartPB, programa de pré-aceleração de startups desenvolvido pelo Sebrae Paraíba.  

“A ideia inicial era abrir um modelo nacional de franquias da empresa que eu já tenho, que presta serviços de engenharia elétrica na área de projetos, instalação e consultoria. Durante o programa de treinamento, uma das coisas que identifiquei é que para não perder o controle de qualidade da minha empresa eu precisaria desenvolver um formato para ensinar aos franqueados. Quando iniciei a análise de quais seriam os formatos de treinamento, percebi que o mais facilitado seria montar um sistema a distância. Foi aí que veio o start: ao invés de fornecer treinamento para os franqueados, porque não fazer o processo oposto e vender, ou seja, monetizar esses treinamentos?”, explicou o empreendedor.

A partir desse questionamento, durante o programa, Anderson resolveu rever a ideia do seu negócio, o que no universo das startups é chamado de “pivotar”. O empreendedor recorda que, na época, ao fazer os primeiros lançamentos das capacitações, em 2018, já conquistou resultados positivos. Com isso, a ideia de realizar os cursos online, deixando para o futuro a proposta de oferecer o modelo de franquia aos alunos, continuou a render bons frutos no ano passado e este ano, até que surgiu a pandemia provocada pelo coronavírus.  

Ao se deparar com o novo cenário, Anderson conta que pensou em adotar uma postura defensiva e aguardar o desenrolar dos fatos. Para isso, cortou gastos não essenciais, fez negociação com fornecedores e colocou a equipe em home office. A ideia era ter caixa suficiente para manter a empresa e os funcionários por, no mínimo, três meses.

“No primeiro instante meu pensamento era o de se retrair mesmo, achando que as pessoas não iriam querer comprar curso, mas sim comida e medicamento, que seriam a prioridade. Mas, conversando com a equipe e lembrando de algo que falo muito para os meus alunos, de que a melhor defesa é o ataque, eu acredito que esse é o momento em que o mercado mais está precisando do meu serviço”, explicou o empresário, ao destacar que decidiu seguir com o seu plano de vendas, baseado em estratégias de marketing digital.

Os resultados logo apareceram e, segundo Anderson, as vendas do mês de abril, que ainda não se encerrou, já correspondem ao melhor desempenho do ano da empresa, que atualmente conta com sete integrantes. “Acredito que o mercado não está preparado nesse momento para comprar supérfluos, mas se a empresa possui um produto que de fato vai trazer solução para as pessoas, elas estão comprando. A economia não morreu, e eu acredito que ela deve girar, deve funcionar. Acho que empresas devem seguir todas as orientações do Ministério da Saúde, mas não devem parar”, opinou o empreendedor.

Por sua vez, a analista do Sebrae Paraíba e gestora do StartPB, Danyele Raposo, ressaltou que a visão do empreendedor traduz a necessidade do momento, que é a de se realinhar com a nova realidade. “Essa é a hora das startups analisarem suas estratégias, alinhando com o novo direcionamento do universo digital, com as novas necessidades desse momento e também com o pensamento no futuro. A visão desse empreendedor traduz exatamente isso: ele realinhou o negócio, deu mais gás e acreditou que era possível, o que demonstra a importância de estar atento a essas novas oportunidades que o mercado oferece e que são de fundamental importância no desenvolvimento do negócio”, afirmou.

Redação com Comunicação do Sebrae PB

registrado em: