Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Socioeducandos são selecionados para projeto de iniciação científica da UFPB
Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Socioeducandos são selecionados para projeto de iniciação científica da UFPB

Notícias

Socioeducandos são selecionados para projeto de iniciação científica da UFPB

A inserção precoce de crianças e adolescentes no trabalho, envolvimento em atos infracionais e medidas socioeducativas. Este é o título do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para Ensino Médio - Pibic/EM do Departamento de Psicologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que selecionou quatro adolescentes e jovens que cumprem medidas na Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac) para serem bolsistas.

Segundo Rafael Honorato, coordenador do eixo Educação da Fundac, a intenção do Programa não se restringe em apenas mostrar como a ciência pode ser uma carreira a ser seguida, mas também possibilitar aos bolsistas um processo de autodescoberta sobre suas habilidades e áreas de interesse. “A Iniciação Científica Júnior também pode ser um caminho para os alunos descobrirem que cursos e faculdades pretendem prestar, investindo em profissões e campos que lhes chamam mais atenção, o que pode até diminuir a evasão universitária, em uma proposta de larga escala no futuro”, explicou.

O Projeto busca identificar jovens que cumprem medidas socioeducativas, em privação de liberdade, que tenham trabalhado na infância; as idades em que esses jovens começaram a trabalhar; os tipos de trabalho infantil que desempenharam; e o contexto de envolvimento com o ato infracional. Além de avaliar as consequências do encarceramento nas medidas socioeducativas para o desenvolvimento.

A professora Maria de Fátima Pereira Alberto, do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós Graduação em Psicologia Social da UFPB, acredita que o Projeto desenvolvido com recursos oriundos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico (CNPq) é de grande importância no processo de formação de futuros pesquisadores e cientistas e tem, no processo educacional, o meio de desenvolvimento de aprendizagem, de aquisição de informações e daquilo que se chama de conhecimento construído pela humanidade.