Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Jornalistas lançam e-book com relatos sobre pandemia
Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Jornalistas lançam e-book com relatos sobre pandemia

Notícias

Jornalistas lançam e-book com relatos sobre pandemia

O livro Isolamento Social – Relatos de Mulheres Jornalistas, obra que relata experiências fortes vividas por mulheres jornalistas durante os primeiros meses da pandemia de covid-19, será lançado nesta quarta-feira (07), às 20h, por meio do canal de YouTube ‘Relatos da Pandemia’.

Trata-se de um e-book, livro no formato digital, que tem como organizadoras quatro mulheres também jornalistas: Kiára Fialho, egressa do mestrado em Jornalismo do Centro de Comunicação, Turismo e Artes (CCTA); Sandra Moura, professora da Graduação e da Pós-graduação do CCTA; Sônia Lima, ex-professora do CCTA; e Zezé Béchade. Entre as 64 mulheres autoras, ainda estão as professoras do CCTA: Glória Rabay, que assina o prefácio da obra; Zulmira Nóbrega; Sandra Raquew e Joana Belarmino.

A perspectiva feminina sobre o desafio imposto pelo novo coronavírus à forma de viver, trabalhar e se relacionar é abordada trazendo relatos sobre sentimentos como medo, angústia, insegurança, solidão, insônia e fragilidade vividos pelas escritoras. Os relatos foram escritos de maneira livre, em formas de crônicas e artigos jornalísticos, entre os meses de maio e agosto de 2020.

De acordo com a Profa. Sandra Moura, a ideia partiu de um grupo virtual criado em 2018, após um encontro entre as quatro organizadoras do projeto.

“Tivemos a ideia de contar, em um e-book, o nosso cotidiano a partir do que registrávamos por mensagens no aplicativo, sobre esses dias de assombro da pandemia. Começamos a discutir a produção e edição da obra, quando nos veio a ideia de ampliar os relatos para outras jornalistas que também vivenciavam o distanciamento social”, contou a professora.

Ainda segundo a Profa. Sandra, as jornalistas participantes foram selecionadas a partir dos critérios de ser mulher, jornalista e estar cumprindo o distanciamento social nos meses iniciais à decretação pela Organização Mundial da Saúde (OMS) do estado de alerta da covid-19, preferencialmente na Paraíba.

“Temos autoras das cidades de João Pessoa, Campina Grande, Conde, Cajazeiras, Patos e Sousa, além de três jornalistas que atuaram na Paraíba, mas que vivenciaram o confinamento fora do Brasil.

Na avaliação da Profa. Sandra Moura, o principal aspecto do livro é o aspecto documental que a obra carrega sobre a experiência de viver em meio a uma doença que já é considerada a peste do século XXI.

 

Fonte: UFPB

registrado em: