Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Comércio eletrônico tem dobro de demanda durante Pandemia
Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Comércio eletrônico tem dobro de demanda durante Pandemia

Notícias

Comércio eletrônico tem dobro de demanda durante Pandemia

O comércio eletrônico vive um dos melhores momentos para o setor. Dados da Statista (portal de estatísticas e infográficos) indicam que a pandemia provocada pelo novo coronavírus alavancou a busca pelo serviço, que subiu 40% em comparação com o mesmo período de 2019. As empresas que trabalham no ramo têm ajudado aqueles que precisam reforçar o e-commerce ou os que desejam entrar nesse meio. Há empresa paraibanas que estão desenvolvendo sites e aplicativos para pequenos negócios e microempreendedores individuais com investimentos abaixo da média. A iniciativa, criada como alternativa para o período, aumentou a procura em 50%.

A compra online virou uma opção para diminuir as possibilidades de contágio. Os produtos oferecidos são variados e de diferentes segmentos, a exemplo de artesãos, padarias, mercadinhos, farmácias, hipermercados etc. O vice-presidente administrativo da Sociedade dos Usuários de Tecnologia da Paraíba (SUCESU-PB) e analista de sistemas Tarcísio Ferreira Grilo Júnior reforçou a importância dos empreendedores adaptarem os seus negócios e vendas para o modelo digital, de maneira imediata.

“Orientamos o empreendedor sobre as medidas que devem ser tomadas para iniciar as vendas no comércio eletrônico, esclarecendo todas as dúvidas e explicando o passo a passo para implementar as mudanças de forma eficaz”, disse. A sua empresa criou um plano emergencial de comercialização da sua plataforma de loja virtual (e-commerce) para o microempresário, por um valor acessível à atual conjuntura (R$ 85 mensais). “Nossos consultores acompanham o empreendedor durante toda a transição para esse modelo de negócios, bem como orientam sobre os cuidados com a logística de entrega”.

A iniciativa corrobora com o que mostra a pesquisa mais recente da TIC Domicílios. Segundo o estudo, 70% da população brasileira utilizam internet. Desses, 48% adquiriram ou usaram algum tipo de serviço online, como aplicativos de carros, serviços de streaming de filmes e música ou pedido de comida, todos dentro de atividades de e-commerce.

registrado em: