Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Botafogo-PB anuncia Marcelo Vilar como novo treinador
Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Botafogo-PB anuncia Marcelo Vilar como novo treinador

Notícias

Botafogo-PB anuncia Marcelo Vilar como novo treinador

Depois de quase seis anos, o treinador Marcelo Vilar retorna ao Botafogo-PB para comandar o futebol do clube no calendário da temporada de 2021. O técnico, que tem em seu currículo, pelo Belo, um bicampeonato paraibano (2013 e 2014) e o inédito título brasileiro da Série D (2013), fez o seu último trabalho no Ferroviário, aonde conduziu a equipe na Série C do Brasileiro.

Marcelo Vilar chega para suprir a vaga deixada por Evaristo Piza, que não renovou o seu contrato com o clube e deve seguir o seu rumo profissional no futebol paulista. Com 59 anos, o novo treinador alvinegro chega num momento de reestruturação administrativa no clube, depois que o presidente Alexandre Cavalcanti admitiu que o Belo passa por um momento de crise financeira.

Junto a Marcelo Vilar, chegam também o auxiliar técnico Totonho e o preparador de goleiros Walter Bahia, que fizeram parceria de sucesso com o comandante na primeira e duradoura passagem do técnico pelo clube e vão suprir as saídas de Marco Antônio e Bira Melo, que faziam essas respectivas funções na comissão técnica comandada por Evaristo Piza. Claudio Creato, chefe da preparação física do antigo comando, também deixou a equipe.

Com o seu retorno, Marcelo Vilar vai dar sequência aos números que acumulou em três anos como treinador do Botafogo-PB. Foram 123 jogos, com 62 vitórias, 31 empates e 30 derrotas.

Outro velho conhecido que retorna ao Botafogo-PB é Francisco Sales, que assume o cargo de diretor executivo de futebol. Na última temporada, o espaço foi ocupado por Edgard Montemor.

O dirigente, de 28 anos, inclusive, representou o clube, só que como ouvinte, no Arbitral da FPF do último dia 14. Na ocasião, o presidente Alexandre Cavalcanti informou que ele teria cargo específico na diretoria, mas não havia ainda confirmado a sua função.

Francisco Sales voltou a atuar no futebol em 2019, após a redução de suspensão que o STJD lhe impôs. O dirigente, além de mais três dirigentes, havia sido acusado de fraudar a súmula da partida Botafogo-PB x CSP, válida pelo Campeonato Paraibano de 2018. Essa foi uma das denúncias relacionadas à Operação Cartola, que investigou supostos crimes de corrupção no futebol paraibano naquele ano.

Depois de retornar às atividades no futebol, o dirigente trabalhou no Santa Cruz, a pedido do treinador Itamar Schulle, e também no Criciúma.

 

 

Fonte: ge/pb

registrado em: