Rádio Tabajara

Autor de jingle que embalou o tetra da Seleção, Tavito morre aos 71 anos

27 de Fevereiro de 2019

A música brasileira perdeu um dos seus nomes mais emblemáticos. Autor de “Coração Verde e Amarelo”, tema que embalou o tetracampeonato da Seleção Brasileira em 1994, Luiz Otávio de Melo Carvalho, o Tavito, morreu nesta terça-feira, aos 71 anos. O cantor, compositor e músico estava internado em um hospital em São Paulo, onde estava internado devido a um câncer no pescoço.

Tavito teve sua ligação com o futebol evidenciada em 1994, quando escreveu, ao lado de Aldir Blanc, a canção “Coração Verde e Amarelo”, sob encomenda da Rede Globo para a Copa do Mundo. Embalada pelo título da Seleção Brasileira, a música foi tão impactante que ficou associada a transmissões de futebol da emissora e ganhou variações a cada novo Mundial.
Porém, a relação do mineiro Tavito com a música já era bem antiga. Sócio do Clube da Esquina, o músico foi integrante do grupo Som Imaginário, ao lado de nomes como Naná Vasconcelos, Wagner Tiso e Zé Rodrix.

 Em seguida, escreveu, ao lado de Zé Rodrix, a música “Casa No Campo” para o IV Festival Internacional da Canção, em 1971. A canção ganhou projeção nacional ao ser gravada por Elis Regina.

Depois de atuar na área publicitária, em 1979 lançou seu primeiro disco solo, que teve como sucesso a canção “Rua Ramalhete”, escrita com Ney Azambuja. A canção, em 2004, se tornaria hino oficial de Belo Horizonte. Também são de sua autoria canções como “Aquele Beijo”, “O Primeiro Sinal” e “Hoje Ainda É Dia de Rock”.

Tavito lançou seis discos solo e tem entre seus intérpretes cantores como Zizi Possi, Erasmo Carlos, Ronnie Von, Sandra de Sá, Zé Ramalho e Amelinha. Além disto, foi produtor de discos e fez arranjos vocais.

Tavito mantinha a produtora TavMusic ao lado de sua esposa Celina. Ambos compunham canções visando o mercado publicitário. O compositor deixa uma filha.

Fonte: Terra

 

FacebookTwitterPinterestGoogle+Email

Gostou? Compartilhe: